Thursday, March 20, 2008

Telhado


Os bons tempos continuam. Agora os meus dias são mais ou menos isto: Almoço e sessão de diabolo em santa croce a apanhar sol, sessão cinematográfica ou ginásio, fazer jantar para o pessoal e depois sair. Ontem foi mais ou menos isto. Depois de Sta. Croce, fui tomar um café com a Luise. Depois fomos até minha casa e ela, como sempre, decidiu aventurar-se pela casa. Subiu ao sótão e num pulo, arranjou o escadote, saiu pela janela e foi para o telhado. Claro que eu tive que ir. Apesar de isto ser um blog, eu tento ser minimamente sincero. Fui cheio de medo e ela, a chorar de tanto rir (e a fazer os possíveis para eu ficar com cada vez mais medo). Lá cheguei ao telhado. Aquilo é inclinado como tudo e uma queda dali… acreditem que não deve ser das coisas mais agradáveis. Mas a vista, meus amigos! Que vista incrível. Ficámos lá a apanhar sol. Já a noite tinha chegado e nós ainda lá estávamos. Chegou outro amigo nosso e, com ele, o francês que mora comigo. Os tons de roxo já assombravam toda a cidade. Nós, bem cá em cima, contemplávamos. Fumámos e riamos os quatro. Uma alemã, um bósnio, um francês e um português ficavam momentaneamente em silêncio enquanto olhavam e pensavam, cada um para si, provavelmente o mesmo. Num simples telhado de um velho prédio, em Florença. Decidimos ir comer. A Luise fez a melhor das pastas que alguma vez comi, apenas com cogumelos. Não estou a exagerar. Vinho, velas e boa musica. Há alturas em que simplesmente, não dá para estar melhor.


Musica do dia: Pixies - Debaser

2 comments:

Lara Ribas said...

Tou-te mesmo a imaginar histérico no telhado =P

inês said...

há fotografias??

miss you*